quinta-feira, 2 de maio de 2013

Contando a novidade (e como ela correu mais rápido do que o Papaléguas)

Oi, meninas, voltei! :)
Pensem numa pessoa MUITO feliz: essa que vos escreve!
Estou escrevendo tudo por partes porque é muita coisa mesmo.
Para vocês entenderem tudo que eu vou falar, sobre como foi dada a notícia pros meus pais (e como ela se espalhou), eu preciso contar um detalhe que até então não tinha mencionado aqui (e não por nenhum motivo específico, mas porque sempre iam surgindo outras coisas no meio do caminho mesmo).

O fato é: Cleber e eu moramos na mesma casa que os meus pais. Por N motivos. Mas o principal a ser dito aqui é que nós somos muito unidos. Eu sempre fui bem família, nunca fui de esconder nada dos meus pais; e eles, por sua vez, são os melhores do mundo: conversamos de tudo, deixaram eu trazer namorado pra dormir em casa, iam comigo pra balada (haha) e mais um monte de coisas. Família mineira é assim: unida. Aqui em casa cada um sempre teve o seu espaço, a privacidade é super mega blaster respeitada, mas gostamos de estar juntos. O Cleber chegou na família e super se adaptou ao nosso jeito, e a minha família também o adorou. Quando estávamos planejando o casório, meus pais iam com a gente visitar fornecedores, fazer degustação em buffet e todas essas coisas. Aliás, toda a decoração foi feita pelas nossas mãos. A gente brinca que onde vai um, vai todos, rs. E do mesmo jeito que marido e eu temos nossos momentos de casal, ou entre nossos amigos, meus pais também tem o deles. Mas almoço de domingo, por exemplo, todos juntos, e ainda com mais gente, se puder. E então nos casamos, nos mudamos para uma casa bem longe de tudo. E daí aconteceram muitas e muitas coisas não tão boas (outro dia eu conto, a história é bem longa e o nosso foco hoje é outro) e nós acabamos vindo pra cá. Pensamos sim em ter o nosso apê próprio muito em breve, mas é aqui que estamos agora, é aqui que tudo começou e somos todos bem felizes assim.

Dito isso, deixa eu retomar do ponto onde parei no post anterior. Vou contar de um gole só, assim como aconteceu, tá?!
Fui fazer o bendito exame e levei um livro pro banheiro, pra ajudar a espera dos intermináveis 5 minutos. Minha mãe estava no quarto dela, marido na sala e meu pai tinha saído. Esperei os minutos e quando olhei, vi aquela segunda listrinha mais clara que a primeira ali. Gente, cês não tem ideia da minha alegria. Eu sorria, olhava, sorria, me olhava no espelho, sorria, rezava agradecendo. Tava tremendo um pouquinho. Peguei o teste, saí do banheiro e vim até a sala e fiquei em pé ao lado do Cleber segurando o bendito. Eu não conseguia falar nada. Ele tirou os olhos da tela, olhou pro teste, olhou pra mim, voltou os olhos pra tela, como se estivesse super controlado (ele é o poço da calmaria). Perguntou "e aí?", como se não soubesse do resultado, só pra me ouvir falar. Sinceramente, não me lembro exatamente o que balbuciei, só sei que depois nos abraçamos, sentamos no sofá bem pertinho, agarradinhos e ficamos assim... assimilando a novidade. Tipo conversando pelo olhar. Foi silencioso. Foi intenso. Depois começamos a já falar sobre algumas coisas, como a mudança do quarto (ansiedade, você veio pra ficar), sobre como veio rápido e sobre ele estar realizando meu maior sonho da vida toda.
Entrei na internet para mandar um e-mail para a minha médica e quando eu vejo... ela viajou no-mes-mo-mi-nu-to em que eu havia descoberto meu positivo. Ironias da vida, a gente vê por aqui. Ela só vai voltar dia 13 de maio, o que para mim é muito tempo (haha). Mas esperei o dia seguinte, porque seria o dia em que eu repetiria o exame com a primeira urina da manhã. Confesso que foi bem difícil dormir essa noite, queria logo que amanhecesse para eu confirmar (de novo). Super positivo, minha gente!! Eita felicidade!! Marido foi trabalhar, tentando fazer a ficha cair, mas muito feliz e eu fiquei o dia todo na companhia dessa novidade, sozinha, sem contar pra ninguém.

Mandei uma mensagem pra musa Ana Cristina Duarte, que sempre responde minhas dúvidas, e ela disse que se os testes haviam dado positivo, eu não precisaria de exame de sangue para confirmar. Disse também que não precisava de pressa para começar o pré-natal, pois o ultra, por exemplo, só será feito no fim desse mês. E também porque eu fiz exame preventivo e me consultei ainda esse ano, e já sabia que estava tudo bem. Por fim, me disse qual o nome e a quantidade do ácido fólico para eu comprar e já começar a tomar. Nessa parte fiquei mais calma, porque era mesmo o que eu queria fazer: começar a tomar o AF antes de qualquer coisa, para garantir mais saúde pro meu mini bebê :)

a notícia mais rápida do oeste


Minha mãe chegou do trabalho mais cedo, quase 16 horas, e eu já estava preparada para contar pra ela. Queria que ela fosse a primeira a saber (depois do marido, né!, haha). Eu a chamei no quarto e mostrei a mesma foto que postei aqui, do teste. E ela: "aahh! (tipo gritando), você tá grávida? (e daí me abraçando) parabéénss!!!". A m.a.i.o.r alegria, a maior farra. Ela já sentou e começou a perguntar: e aí, como vamos mudar esse quarto?, mas e o parto? e infinitas perguntas. Uma linda! Me empolguei e liguei pro meu irmão, que vibrou de alegria (apesar de ter achado que eu estava tirando uma onda com a cara dele antes). Ainda comigo na linha ele ligou pra esposa e contou. Depois meu pai chegou e ela contou a novidade pra ele, daí ele veio me abraçar todo feliz e já queria ligar pra todo mundo na mesma hora. O clima na casa era de animação. De lá do trabalho, o Cleber ligou pra mãe dele contando, que contou pro irmão dele (que é o namorido da minha prima, somos muito família mesmo, haha). Ele viria aqui com um amigo trazer uns papeis do imposto de renda que meu pai ia fazer pra eles, então, antes que ele chegasse, liguei para minha prima e contei (eu ia contar pessoalmente no dia seguinte, mas eu sabia que se meu cunhado sabia, ia logo contar pra ela, daí tive que antecipar, rs). Ela tava no trem e começou a pular, rs. Meu pai, animado, ligou pra minha avó, que está no interior, e ela falou comigo, toda emocionada! Daí os meninos chegaram e acreditem, trouxeram um presentinho pro baby: um bodyzinho fofo, branco com um ursinho #todaschoradeemoção. Enquanto estava aquela farra de abraço-sorriso-abre presente, minha prima não aguentou e ligou pra mãe dela, que em seguida me ligou, óbvio. Mais farra. Enquanto isso, meu pai abriu um whisky pra tomar com os meninos. E eu atualizava o Cleber de toda farra que estava acontecendo. Daí só faltava avisar uma irmã do meu pai: mais felicitações. Ah, esqueci: depois que avisei meu irmão, contei para uma outra prima minha, lá de Minas. Ela não parava de gritar, rs. Quando ela chegou na casa dela, me ligou, daí também minha mãe falou com a mãe dela (são irmãs, e ela é minha madrinha). Depois, por fim, minha mãe ligou pra minha avó (a outra, rs), que também ficou toda emocionada. E também teve a parte que eu contei para vocês aqui no blog!

Ufa! Gente! Olha só como são as coisas: num momento, ninguém sabia, no outro, a família toda já estava informada da novidade. Eu até pensei em segurar a notícia por mais uns dias, mas tava tão bom ver a felicidade dos meus pais, a vontade deles em compartilhar com todo mundo, que os deixei serem felizes. E eu curti junto. Realmente foi uma felicidade só. E depois, por que não contar, né?! Foi tudo muito natural, sabem? Muito o nosso jeitinho mesmo. Não me arrependi, não.
Depois o Cleber chegou do trabalho, o irmão ainda estava o esperando aqui, minha mãe fez uns petiscos, comemos, rimos.
Tudo começou às 16:00 comigo contando pra minha mãe, e só acabou às 22:00!! Eu estava exausta, já me sentindo zonza. Mas valeu cada minuto.

----

Volto já para contar sobre uma decisão que já tomei a respeito do parto.
Tô tentando seguir a ordem cronológica das coisas. Não quero esquecer de registrar nada aqui. E aconteceu tudo muito junto, então os posts vêm juntos também, rs. Vocês me esperam?
O que quiserem saber, vão perguntando que eu respondo ;)

11 comentários:

  1. ebaaa, adorei! adorei a festa, que maravilha! é uma delícia isso!!!
    =)

    que gostoso....

    fico pensando como eu vou fazer no segundo.... =)

    no da Laura, liguei para a minha irmã pedindo para vir em casa à noite; ela perguntou o porquê, eu disse que queria falar com ela. Ela perguntou o porquê, já que ela estava saindo para um curso no hospital em que trabalha (eram 18h) e não conseguiria voltar mais cedo. Perguntou se o Rodrigo tinha sido demitido, eu falei que não. Se o Rodrigo tinha mudado de emprego, eu disse que não. Enfim, perguntou se ele tinha sido promovido... eu disse que sim! A Pai! =)

    Ela apareceu na minha casa em 10 minutos.
    hahahahahahaaha

    foi tudo uma festa.

    sempre é.

    beijos grandes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito gostoso mesmo, né?! :DD
      Antes eu até pensava em como fazer, se ia armar algum esquema de surpresa geral. Mas resolvi deixar roalr conforme as emoções e foi tudo muito bom!!

      e que legal que foi com você também. Quando é uma notícia assim, tão forte, as pessoas chegam rapidinho! Adoro! hahaha

      e eu já estou aqui torcendo pro segundinho vir muito em breve! :))

      Beijão!!

      Excluir
  2. Mamãe Marina!! Tô adorando os posts detalhando tudo! :D
    Coloquei teu positivo no meu último post viu? ;)
    Menina, e eu, que comprei há mais de um ano um negocinho que quero usar na surpresa de marido? Hoje fico me perguntando se vou aguentar. Estou bolando a estratégia. Acho que vou fazer o teste num dia que possamos ficar em casa. Daí tranco o quarto, faço o teste, preparo a surpresa. Eu só não posso gritar! hahaha (já percebeu q a louca voltou né? hehe)
    Beijos, lindona!!! Conta mais! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ebaa!! Que bom que está gostando :D

      Jura que já tem a surpresa aí há um ano? Eu não aguentaria esconder do marido por tanto tempo, logo eu soltava alguma coisa, hahaha E a minha curiosidade pra saber o que é? Mesmo se resolver fazer diferente, me conta, haha!
      Bem vinda de volta, Louca!! E queremos saber tudo ;Pp

      Beijo!!

      Excluir
  3. Adorei o post que felicidade que vc tenha uma gestação abençoada fico imaginado aqui como vai ser o vuco kkk bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :DD Obrigadoo!!! Amém amém!!

      ah, com certeza aí também a coisa vai ser animada!! Incrível como as pessoas se contagiam com a notícia da chegada de um novo bebê na família, hehe

      Beeijo!

      Excluir
  4. Que maravilha de família! A minha também é bem assim, já até planejei como vou contar pra eles!
    Conta tudo, Tô adorando!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui a família é grande, unida e muito animada! Tão bom, né??! :DD

      Pode deixar que conto tudo, sim!
      tô adorando dividir minha alegria com vocês!

      Beijão!

      Excluir
  5. Que delícia, parabéééénsss!!!! Que seu baby seja muito abençoado e traga muita alegria para a sua família!

    E a notícia se espalha muito rápido mesmo. Aqui, eu contei para o marido, para os meus pais e irmaão, minha sogra e mandei para a minha prima no whatsapp. Depois, coloquei uma foto do resultado no Facebook, acredita? Pronto! Já tava todo mundo sabendo... heheh

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eei, Liz!! Muito obrigado pelo carinho!
      Amém!
      e se for manter o nível de animação do povo quando receberam a notícia, o baby vai trazer muita alegria sim, com certeza, hehe :D

      Eu ainda segurei uns dois dias pra postar no face, mas depois não aguentei, não! E agora todos os amigos já sabem também, muito prático, hahah

      Beijo! e obrigado pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  6. Que delicia essa energia boa da família e dos amigos, ah família unida é bem assim mesmo as noticias voam...hehe!Bjuss

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e faça uma família feliz :)