quinta-feira, 16 de maio de 2013

Sobre o silêncio que veio junto com o positivo

Desde a semana que me descobri grávida, tenho sentido uma vontade muito grande de ficar quietinha, no meu canto. Uma fase de introspecção, eu acho.
Na primeira semana e numa parte da segunda, eu sentia muito cansaço. Era o meu único sintoma realmente aparente. Qualquer coisinha me deixava cansada, meu ritmo estava visivelmente mais lento. Óbvio que respeitei o pedido do meu corpo e não forcei nada. Com isso, a vontade de ficar no meu cantinho se instalou de vez. 

Então por isso o meu primeiro dia das mães com baby devidamente morando na barriga não foi totalmente animado. Foi delícia, sim, marido me encheu de beijos e chamegos logo cedinho. Dos meus pais, do meu irmão e até da minha afilhada de 4 anos recebi desejos animados de um feliz dia. O almoço estava marcado pra ser em família (do lado do meu pai - vó, tias, tio, primos, todo mundo) na casa de uma tia. Fomos, mas eu não queria muito aquela agitação, sabem? E aí fica chato, né?! Todo mundo ali feliz pra caramba (somos muito animados, rs), eu recebendo abraços de parabéns de quem eu ainda não havia visto pessoalmente, mas não me sentindo no meu maior ânimo para retribuir o que estava recebendo.

E uma coisa  a ser dita sobre mim: eu não sei fingir nada. Sou péssima nisso. Na verdade, nem me esforço muito, porque não me faz bem mesmo. Então forçar um sorrisão ali o dia inteiro não era uma opção, definitivamente. Eu só queria menos gente, só isso. O que nem sempre é entendido por todos, porque tem gente que prefere ver um problema ou um drama (ou achar que eu tenho um problema, sendo mais clara), quando na verdade é tudo muito simples.
O que eu fiz? Esperei a hora do almoço, comi e, depois de esperar mais um pouquinho, chamei o Cleber para sairmos, só nós dois.
Ahh, mas que coisa ótima! Fazia um tempinho que não tínhamos uma tarde inteira livre só pra nós dois. Sempre outros programas, ou dias que escolhíamos curtir a casa mesmo. Fomos ao shopping, conversamos,  namoramos, fomos ao cinema (sou apaixonada por cinema). Foi tão bom!! Me deu uma renovada, estava precisando!

Chameguinho bom...

O cansaço maior tinha passado há uns dias já. Ontem estive bem ocupada, de corpo e de mente, o dia inteirinho. Hoje o cansaço chegou como se nunca tivesse ido embora. Tirei o dia pra mim. Ainda nem consegui visitar todos os blogs que gostaria, estou atrasada nas leituras das amigas (mas já vou resolver isso, me aguardem, rs). Fiquei pensando se não era ruim querer tanto o meu cantinho - mas ó, preciso dizer que não é que eu esteja isolada do tudo e de todos, me recusando a viver em sociedade. É apenas um momento, onde estou priorizando o pedido do meu corpo e da minha mente.

O que acontece é que eu sempre fui extremamente conectada aos meus sentimentos, é da minha essência. Então acho que não é surpresa (pelo menos pra mim) que essa conexão esteja ainda mais apurada agora que estou grávida. Aconteceu naturalmente, como sempre é. E agora eu quero e busco esse cuidado com esse lado que sempre foi meu. É extremante importante para eu me conhecer ainda mais, importante para que eu (re)conheça tantas mudanças - físicas mas, sobretudo, emocionais e mentais - que meu corpo nunca tinha vivenciado antes. Afinal de contas, existe, nesse exato momento, uma outra pessoa crescendo dentro de mim, num ritmo mais frenético que a cidade de São Paulo. Se alimentando de todos os nutrientes que eu ingiro por nós dois. Sentindo as mesmas emoções que eu. Sendo oxigenado pelo ar que eu respiro. Uma outra pessoa que ainda é bem mini, mas será um indivíduo cheio de personalidade e quereres daqui a pouco.  Completo. E eu sou responsável por essa pessoa desde sempre. Meu corpo está completamente focado nessa função, por isso o cansaço. E eu não me importo, já sou mesmo toda dele*.

Mais do que nunca preciso ser fiel à minha intuição - ela sempre esteve do meu lado.
Então, se estou sentindo que devo ficar quieta agora, respeitarei o silêncio que está sendo pedido. Porque é preciso silêncio para melhor ouvir. E eu sempre vou querer ouvir o meu filho.


*ele ou ela, tanto faz, escolho um outro dependendo do ponto do texto, só para não perder o fio da meada mesmo.

20 comentários:

  1. Má, é isso mesmo, vc está certíssima!!! Certíssima!!!

    Aconteceu o mesmo comigo! Nas primeiras semanas de gestação, até a 12, mais ou menos, eu estava muito cansada e introspectiva. Fiz exatamente como vc, me afastei um pouco, curti minha "deprê" um pouco, curti o meu corpo, a minha casa, o meu sofá. Eu e marido. E ponto.

    Dizem que na gravidez a mulher tende a olhar para dentro, a olhar seus sintomas, seus sentimentos e o seu corpo e comigo foi exatamente assim, eu sabia tudo o que acontecia, estava super conectada ao meu corpo.

    Curta esse momento seu, sim. Curta estar sozinha um pouco, durma cedo, descanse o máximo que vc conseguir, não pelo sono após o nascimento do bebê, e, sim, pq vc precisa descansar, dormir e estar bem para nutrir esse serzinho que cresce aí dentro.

    Curta tudo isso. E curta muito!!

    Beijos grandes!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que também passou por isso no comecinho, Dani?
      Que bom saber que não sou a única (porque temos uma tendência a pensar nisso, né?! rsrs)

      É bem isso mesmo, vontade de curtir esse momento, ficar sozinha, ficar só com o marido, ver filme. Estar conectada comigo. Exatamente isso!!

      Obrigado por ter dito!! Mesmo!

      Beijo grande!

      Excluir
  2. Eu estou assim, super cansada, querendo ficar quietinha sabe?!?!
    Acho que é vontade de curtir esse momento tão especial !!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curtir esse momento é tudo de bom mesmo!
      Então fica quietinha, sim, ouvindo seu corpo ^^
      já já isso passa e chega uma nova fase (foi o que ouvi falar, haha)

      Beijinho!

      Excluir
  3. É mt bom passar um tempo quietinha só com o marido por perto so curtindo esse momento lindo um bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem gostoso mesmo! :)
      tô aproveitando isso, rs

      Bom fim de semana!
      Beeeijo!

      Excluir
  4. Interessante isso, certamente é seu corpo reconhecendo esse serzinho que cresce aí dentro! Aproveita mesmo, é um tempo só de vcs...
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza deve ser isso mesmo. O foco do corpo agora está em fazer essa minha Bolota crescer bastante, rsrs

      Obrigado!

      Beijo e bom fim de semana!

      Excluir
  5. Que cooisa linda tu querendo ficar sozinha com o amor e o bebê! Acho que vou ser assim também, no começo. O corpo todo começa a ficar diferente, por isso o cansaço, e é tão importante "ouvir" o que o corpo diz, o que o coração diz e sente. Está tudo se preparando, a casinha do neném está se preparando para ficar cada dia mais confortável para ele crescer feliz e saudável.

    Curte muito mesmo, fica bem agarradinha com o teu marido, pra ele se sentir perto de vocês também né..já vi vários pais que se sentem excluidos desse momento, da gravidez, porque afinal, só a mulher que carrega a barriga né hehe por isso é importante ele saber que ele é totalmente responsável por isso também né.

    Beijoos e feliz dia das mães, o primeiro de todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Ni! Meu corpo está se preparando pra fazer um puxadinho aqui pra frente, pra Bolota ficar mais confortável, hahaha

      Verdade, incluir o marido nesses momentos é super importante.
      Ele já conversa com a barriga (owwn).. morro de amor quando acontece, rs!!

      Obrigadoo!!!
      Beeijos!

      Excluir
  6. Espero que eu também possa curtir assim o comecinho também, sem muita agitação e que minha família me apoie. Imagino que deva ser difícil pra eles também, a vontade de paparicar e festejar deve ser enorme. Mas como vc mesma disse, não adianta ir pra ficar com cara de cansada sem vontade de interagir. Tá super certa ;)

    bj pra vc e pra bebê bolotinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Ju! A família fica bem animada, sim.
      E eu curti isso quando dei a notícia, que foi uma farra só, rs.
      Mas depois veio essa fase de querer ficar mais quieta, e como geralmente eu fico sozinha o dia todo, pra mim é mais fácil, rs. À noite eu já tô sociável de novo, ahhaha. A gente vai dosando...

      Obrigado pelo comentário!
      Bolota e eu mandamos outro beijo!! :)

      Excluir
  7. Má, lindona! Respeite sim o seu corpo, as suas vontades, esse é um momento seu, do seu marido e de bolota (a gente pode chamar assim tb, ou só a mãe?)
    Quando eu crescer (pra frente) quero ser igual a vc. :)
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que pode chamar de Bolota também, haha

      adorei o crescer pra frente, haahaha
      Com certeza vai dar tudo certo pra você! ^^

      Beijão!!

      (você não pode deixar uma gestante com desejo de saber qual é a sua música e de biscoitinho, kkkkkkkkkk)

      Excluir
  8. Também fiquei na mesma, Marina. E chorava assim às vezes sem motivo mesmo. Logo depois, já tava bem, mas a vontade era de ficar quietinha. Tive até "sorte" porque, com a família longe, essas reuniões animadíssimas não acontecem. ahahahahaha
    Mas olhe, é bem isso. Se ouça, se respeite. O primeiro trimestre tende a ser todo assim. As nossas alterações de humor são bruscas e o corpo pede muito descanso porque o trabalho é dobrado. Se as pessoas não entenderem, nem se avexe em explicar. Tudo melhora depois, e muito!
    Ass: fã incondicional no segundo trimestre hahahahahahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também ando chorado um pouco mais que o normal (porque já era suuper chorona mesmo, aushaus). Tipo com qualquer comercial, sabe? rsrs
      A minha sorte aqui é que eu fico sozinha o dia todo durante a semana, então facilita um pouco...

      Muito bom saber que vai melhorar daqui a pouco! Tô aqui aguardando o segundo trimestre, hahaha

      Obrigado, Romana!

      Beijão!

      Excluir
  9. Este é um momento muito especial na sua vida....então acho que vc quer apenas curtir ele mais no seu canto....Claro que as pessoas querem participar, afinal familia quer esta ali do lado te dando muito carinho...mas acho que logo, vc vai querer ficar junto de todo mundo novamente...deve ser só o começo até seu corpo e sua mente entender todas as mudanças que estão acontecendo....Bjs e tenha um otimo final de semana!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Graci! É um momento de preparação pra tudo que está por vir ^^
      Já já eu volto à ativa de novo, rs.

      Obrigado pelo carinho!

      Beijinho!

      Excluir
  10. Marina, somos xarás de nome e bem próximas na idade gestacional: estou com 6 semanas. Descobri hoje seu blog e me identifiquei muito com o seu momento introspectivo. Acho mesmo que é hora de se respeitar e preservar mais do que nunca! Nada de se forçar a pular etapas ou tentar rotular os sentimentos a partir do que os outros esperam de você. Quem importa mesmo vai entender, não tenho dúvidas. Beijos e tenha uma linda gestação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha uma xará, que legaal! Parabéns pela gestação!! :)

      Quero mesmo viver todas as etapas, sem pular nada! É muito bom poder viver isso, conhecer tudo. Mesmo cansada, tô adorando, rs...

      Seja bem vinda ao meu cantinho! Volte mais vezes, viu?!

      Bom fim de semana!
      Beijos!

      Excluir

Deixe seu comentário e faça uma família feliz :)