sábado, 15 de junho de 2013

O som mais lindo que já ouvi (a parte II)

(continuação desse post...)

Na sexta, dia 14 (ontem, rs), Cleber se arrumando pra ir trabalhar, resolvemos que seria bom ir ao médico, sim. Eu estava preocupada, queria ter certeza que estava tudo bem.

E então ele me levou em um hospital público (maternidade). Chegando lá, já odiei porque o Cleber não poderia subir comigo, nem na sala de espera!!! E bem, sentada ali com outras mães gestantes, pertinho da ala onde ficam as que já tiveram seus bebês, ouvindo chorinhos recém-nascidos, também ouvi muito absurdo (que rende um post à parte). E era um lugar quente.  E eu com fome. E pensando na banana que tinha na mochila, só que com o Cleber, lá embaixo. Ouvindo coisas ruins, dentro de um ambiente péssimo, minha pressão me deu um sinal de que, se eu ficasse ali mais uns minutos, ela iria cair. E eu sabia que se ela caísse, eles iam querem me jogar no soro. Levantei e desci, rumo a minha banana. Marido resolveu que iríamos em outro médico, já que não tinha nem sinal de que eu seria atendida nas próximas horas. Percebemos, porém, que minha carteirinha de gestante tinha ficado retida junto com a minha ficha, e sem ela eu não posso ficar. Como eu estava tomando um ar, ele foi ao resgate pra mim. A moça não quis dar a bendita carteirinha pra ele, que contou o que eu tinha tido (ninguém tinha perguntado, nem na triagem, pasmem), então ela disse que eu subisse que seria atendida imediatamente. Melhor que não tivesse subido. Quando eu entrei, sozinha, na sala do médico, já senti que não ia render boa coisa.
Segue o diálogo:

- Então, eu tive um sangramento ontem à noite, mas foi bem pouco e...
- Quantas semanas?
- pela DUM, 11. Pelo ultrassom, 9. Olha aqui o ultrassom.
- ah, você tá de 9 semanas (em tom de voz que não tinha ouvido o que eu havia acabado de falar)
- Tira a calcinha e deita ali.
como ele continuou escrevendo e nem sinal de levantar, permaneci sentada
- Por que será que aconteceu isso?
escrevendo... - Tira a calcinha e deita ali.
Lá vai eu pra trás do biombo, tiro a parte de baixo da roupa, descubro que não tem onde pendurar, e me deito segurando as calças.
Quando ele coloca as luvas, eu coloco meu pés naqueles estribos horríveis e vejo que quase na minha frente tem uma porta aberta. Ele coloca as luvas e enfia, sem a mínima cerimônia ou jeito, doi dedos bem dentro de mim. E gira. E dói. Bastante. Isso em pé mesmo. Tirou, viu que não tinha sangue algum, me mostrou os dedos e voltou pra sua mesa.
 - Não tem mais sangramento.
- Nossa, que bom! Mas por que será que aconteceu isso?
nenhuma resposta audível.
- Se sentir dor, toma paracetamol. Se voltar a ter sangramento, volta quando estiver acontecendo.
(Porra, paracetamol, cara? Cê tá de brincadeira comigo!!! Só faltou ele falar, próóximoo.) Lamentável!

Saí de lá com vontade de fazer um barraco naquele hospital de meia tigela. Mas marido me conteve. O foco era me manter calma.
Fomos a outro hospital, particular dessa vez. Depois de esperar pouco mais de uma hora pra ser atendida, finalmente chegou minha vez.
A médica me examinou direitinho e disse que realmente não tinha mais sangramento, mas que meu colo do útero estava bem sensível, quase como se tivesse um machucadinho. Até desenhou. Disse que não tinha vindo de dentro do útero, ou seja, não tinha comprometido o bebê. E que por isso eu não precisava fazer um ultrassom com urgência. Mas recomendou um super repouso. 
Gostei dela, foi satisfatória. Marido, que também estava preocupado, ouviu tudo junto comigo. 
Ele seguiu pro trabalho (já passava das 13:00) e eu vim pra casa. Fiquei pensando que eu queria, sim, ter feito um ultrassom, pra ver minha Bolotinha, ter certeza que estava tudo bem.
--

Então hoje nós dois tínhamos aula de yoga na Casa Angela. Era o que eu queria. Não a yoga, e sim a Casa.
Meu pai nos emprestou o carro e lá fomos nós a mais uma consulta (sem marcar). Cheguei, a minha EO não estava lá, então comecei a explicar o que aconteceu a outra, a Andreza, e não poderia ter sido melhor. Ela me explicou um monte de coisas, também desenhou pra mim. E me passou um pedido de ultrassom, para que eu ficasse calma, pra ter certeza que o baby estava mesmo bem e aproveitar pra confirmar de quantas semanas eu estava. 
Saímos de lá direto pra clínica. É uma clínica conveniada com a Casa (eu ia pagar menos, yes!), que não precisava marcar horário e estava funcionando hoje. Tudo que eu queria, de novo, rs.

Fiquei bem nervosa na ida, por causa do trânsito. Os carros decidiram que hoje era o dia de sijogar em cima de quem estivesse perto, daquele jeito horrível. Direção defensiva, nesse caso, nos salvou várias vezes.
Chegamos, enfim. Esperamos um pouquinho e fomos chamados.
Na espera, aquele medo de sempre. E se não tiver nada? (isso porque eu já tinha visto, vamos abafar essa parte). E se não tiver se desenvolvido? E se eu tiver feito mal pro bebê? Fui cortada de meus devaneios medísticos quando ouvi meu nome.

Falei que não sabia ao certo quantas eram as semanas, mas disse a DUM e contei do ultra das 4 semanas. Deitei, recebi gel gelado na pança. E esperamos. De repente, não mais que de repente, uma imagem tomou conta da sala - e de mim: a minha Bolota não é mais uma bolota, estava claro e nítido naquela imagem cinza. É agora uma pessoa. E a médica: "olha aqui o seu bebezinho". E eu: "amor, olha como a Bolota cresceu", e a médica achando que eu estava falando que era uma menina, haha. Explicamos e ela entendeu. "Vou colocar o som do coração".
TUM TUM TUM TUM TUM TUM 

Xenti!!!
É o som mais lindo que eu já ouvi em toda minha vida! Música para os meus ouvidos.
E o meu sorriso já passando das orelhas.
A médica: - Olha aqui, duas perninhas, dois bracinhos. Tá vendo?
- Sim, tô vendo. E tá tudo bem com ele?
- Sim, tudo ótimo!
(quase dei um beijo nela)
E marido lá sentado, olhando pra tela, emocionado. Coisa mais linda.
- Vamos medir o tamanho do seu bebezinho, pra ver de quantas semanas está (pausa para medir). Sim, você está de 10 semanas (e 4 dias, tá escrito no laudo). Confirmado. E a data provável do parto então fica pra 11/01.

Oi, pessoal!, eu sou a Bolota! (a barriguinha é uma bolotinha sim ou com certeza?)


E aí depois de uns minutos, cabô exame. 
Esperamos a impressão do laudo. Os mais bobinhos da recepção. Marido até calado, de tanta emoção. E eu tagarela. Ambos de sorrisão no rosto. Os mais bobinhos, já falei?
--

Quando chegamos em casa, vi que tinha um pouquinho de nada de sangue, de novo. Medo. Mas alívio, porque tinha acabado de ver (e ouvir) que estava tudo bem com baby. E eu confirmei internamente: é o stress que faz isso comigo. Preciso, urgentemente, relaxar. A Andreza suspendeu a yoga, por enquanto. É repouso mesmo, nem namorar podemos. Estamos pensando aqui no que fazer para me manter em paz, calma. Eu queria viajar pra um lugar bem calmo, mas agora não dá mesmo. Tô pensando em fazer umas coisinhas pro baby. Para preencher mais meu tempo. Origami também. Só preciso que alguém compre as coisas pra mim, já que enfrentar a 25 de março não é uma opção. Ver filmes à tarde, relaxar mesmo. Eu vou conseguir. Conversando sempre com Bolota (não consigo arrumar outro nome, rs). Vou cantar pra ela, mostrar umas músicas que eu gosto e tal. Meditar em casa mesmo. 
O importante é que eu consiga.
E nós vamos conseguir :)

21 comentários:

  1. Marina, seu blog é uma delícia de ler. Comecei aos poucos e fui lendo tudo. Sempre volto para ver atualização.
    Hoje, como sempre, eu não iria comentar... mas depois de ver que você foi tão bem atendida por uma xará minha, não tem nem como, né?
    Enfim, que bom que está tudo bem com vocês. Eu acho que nós, que moramos em São Paulo, somos muito mais acelerados e estressados mesmo. Uma amiga queridíssima que mora em uma cidadezinha no RS esteve aqui semana passada e... tadinha! Ela não acostumava de jeito nenhum com o nosso ritmo, mesmo quando estávamos "calmos"
    Passarei a comentar sempre.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Andreza! Que delícia o seu comentário! Obrigado mesmo pelo elogio! :D

      Que bom que encontrei um xará sua! Ela é um amor!! hehe

      Sim, somos mais acelerados, acho. Eu sou ligada o tempo todo, hahaha
      Não paro de pensar nem quando estou dormindo, rs.
      Mas agora estou desacelerando...

      Volte sempre e comente, sim! Vou adorar! ^^

      Beijão!

      Excluir
  2. ALÁ BOLOTA! Que amor!

    Te falei do coração, não te falei? Acho que pra uma grávida não tem som mais reconfortante que esse. É a certeza que o bebê está bem e muito!

    Tente não se culpar pela angústia toda. É muito normal a gente ficar assim. Nessa mesma altura da gravidez, eu também tive uma fase de sentir um peeeeso, de achar que eu ainda não tinha preparado meu mundo o suficiente pra receber o bebê...essas coisas. E meu maior problema é que, quando sinto essas coisas, guardo. Obviamente, o que eu guardo agora vai pro bebê também.

    Então, continue fazendo o que você já fez. Converse com bolota, ouça as músicas que você vai querer que ela conheça, conte como os dias vão ser melhores quando ela chegar. Isso ajuda a ti e a ela.

    Beijão e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cê viu que lindeza minha Bolota?
      haha
      Menina! Essa coisa do coração é surreal mesmo! Uma delícia, poderia ouvir o tempo todo, hausa

      Ai, então é normal, né?! Já tava achando que eu tinha pirado sozinha, rs...
      Agora estou com o pé no freio, vendo filmes, comendo frutinhas... tudo pra deixar a gente bem! ^^

      Super beijo pra você e pra Malu!

      Excluir
  3. Marina, morena, Marina... Já disse o quanto vc me emociona? Sinto junto contigo. E o que tô sentindo agora é uma felicidade imensa por ver a bolota. Coisa mais linda da tia! <3
    E sim, vc quer, pode e vai conseguir relaxar. E nada de acompanhar noticiário. O que vc pode fazer pra mudar o mundo nesse exato momento, é focar as suas energias na geração, na criação de um ser bom, humano, com valores lindos. É disso que o mundo precisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha música, rsrs *--*
      Pra mim que adoro escrever, é muito bom ler isso, muito bom mesmo! Que minhas emoções chegam até vocês! :D

      Tô desligada (na medida do possível) hoje. Na verdade, meu pensamento mudou. Mudei o foco, sabe? Então tá dando certo... como você disse, o que eu posso fazer pra mudar o mundo já estou fazendo: um mundinho novo!

      Beijo grande, amiga!

      Excluir
  4. Ufa Má! Acabei de ler agora os dois posts! realmente essa questão de insegurança a gente tem, creio eu, até o final da gestação. Veja bem, eu dos altos das minhas 18 semanas, estou com frio na barriga de ir amanhã na Dra. Cátia e não ouvir coração, mesmo que parasita se mexa na pança e eu sinta. É aquela insegurança eterna! No seu caso, como teve sangue na parada, eu tb teria morrido de medo, afinal meu lema é: sem sangue, sem perigo! AINDA BEM que não foi nada! E ainda bem que a Bolota tá aí, linda, formosa e redondinha!
    sobre esse médico escroto: sem comentários. Quem, como nós, se consulta com médicos e profissionais humanizados, sabe a diferença que é! Um absurdo, uma falta de respeito, uma falta de profissionalismo tremenda! Mas de novo, ainda bem que está tudo bem!
    Sobre se estressar: RElaxa, agora não é a hora de estressar! rs Quando eu estava com 10, 11 semanas, foi bem no momento que descobri que queriam me demitir na empresa e imagina a raiva q eu fiquei? DEpois, pensei que nada disso vale a pena, que só e somente meu parasita que importa então, por mais que vc se revolte, tente abstrair! :-D

    Bjoks e se cuida!
    Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, obrigado por ter lido tudo! rs
      Jura que essa insegurança ainda rola? Ó céus, vou me preparar, então...
      mas vai ser tudo lindo amanhã lá na Cátia, pode ficar tranquila :D (e é uma pena que não vou passar mais com ela, pois ela estará de férias na minha DPP), mas já tenho consulta marcada com outra... E nossa, como o atendimento humanizado faz diferença! Foi simplesmente horrível lá no sus, nem quero lembrar...
      E sim, já estou calma! Amém, rs! Realmente não vale a pena estressar com nada. Nós podemos nos preocupar só com o nosso umbigo (e o que acontece lá dentro dele), né?! rsrs Aprendi...

      Obrigado pela força sempre, querida!
      Beijo!

      Excluir
  5. Oii Ma! Sabe que eu tive um pólipo = sangramentos por bastaaaante tempo? A hora que tiver um tempinho dá uma lida lá no blog, mas só de saber q o sangramento não vem de onde está o baby dá um aliiivio! Voce vai ver, vai dar tudo certo!!

    Beeeeijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jacky! Jura que também teve? Vou procurar, sim, lá no seu blog.
      E talvez eu também vou ter que fazer aquele exame da curva glicêmica, você fez né?

      Mas é muito alívio mesmo saber que está tudo bem com eles ^^

      Obrigado!

      Beijo beijo!

      Excluir
  6. Oi Mari, amo ler seus posts já disse?! rs
    Amiga tente mesmo se acalmar, isso agora é questão de saúde sua e da bolotinha!
    Aiii que susto você deve ter levado e que raiva deve ter ficado deste ser que se diz medico neh?! O importante é que esta tudo bem com vocês!!!
    Estou na torcida para que consiga se acalmar.... sabe bordar ponto cruz? Que tal fazer umas pecinhas pro enxoval da bolota?! É uma delicia bordar e relaxa muuuito!!!
    Bjus em vcs!!
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aah, obrigado!! :))

      Foi um susto, sim! Mas ainda bem que logo já fiz o ultra e fiquei beeem mais calma e mais feliz!

      Ponto cruz eu sei muito mais ou menos, haushausha
      acredita que eu e meu marido estávamos conversando justamente sobre isso? De eu começar a fazer algumas coisinhas pro enxoval :D Valeu pela dica, agora vou levar a ideia adiante!

      Beijão!

      Excluir
    2. Ebaaa "ajudei" alguém heheee
      Se precisar de dicas, modéstia parte sou craque em ponto cruz!!
      Bjus

      Excluir
  7. Ei Marina!

    Bolotinha mai linda, rs.

    Olha só, é normal que aconteça sangramento. Eu sei que a gente pira! Eu tive dois sangramentos na gravidez e quase tive um troço! Mas é ótimo fazer uma ultra pra ficar tranquila. Meu médico disse que na primeira vez poderia ser um restinho da menstruação sabe? E na segunda que o bebê tava me dando chutinhos, rs.

    Fica calma que tudo dá certo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Andreia! Você também teve? Aah, tão bom saber de mais gente que passou pelo mesmo que nós e que hoje está tudo bem, né?! Me acalma muito, hehe

      Obrigado por ter me contado! :)

      Viu que linda minha Bolota? haha

      Beijão, querida!

      Excluir
  8. Mari, sei bem o que você passou e sentiu, pois passei pelo mesmo, graças à Deus não era nada com nossos bebezinhos e que continue assim =)
    Esses médicos desumanizados são uns monstros insensíveis, isso me deixa realmente muito triste, afinal não são todas as mulheres que podem pagar ou tem acesso a um atendimento humanizado, e isto deveria ser regra não exceção!
    Li os posts de uma vez só, e fiquei muito feliz de saber que estão bem!
    Sua bolota é linda(o)!
    Qualquer coisa pode me chamar tbm viu?!
    Desculpa não ter vindo antes, mas estou sempre aqui torcendo por vcs!
    Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Má! A gente fica com medo, mas depois beeem aliviada por ouvir nossos bebês, né?! ^^
      Nem me fale! Foi horrível passar com esse médico aí, péssimo! Deveria ser proibido um atendimento desse tipo, fico imaginando quem não lê ou se informa, acha que tem que aguentar isso, que é "normal". Muito triste mesmo.

      Obrigado por tudo, amiga! Mesmo!
      Pode deixar que chamo, sim!

      Beijão!

      Excluir
  9. Oi Marina,

    que susto! Ainda bem que passou :)

    Esse médicos-cavalos nao servem nem pra ser veterinário de elefante. Que horror! Só nao acho justo jogar tudo no balaio do SUS, tem muito hospital de referência com atendimento bom (melhor que muito particular).

    Sao Paulo é muito corrido mesmo, tu tem que achar uma Marina-zen dentro de ti. Enxoval é ótimo pra desopilar.

    Tb fiz US com 10 semanas. É muita fofura, parecem uns ursinhos de pelúcia com um cabecao e os bracinhos e pernas redondinhos. Essa semana (14) fui na médica e ela colocou US (tem no consultório). Foi massa, o bebe mexendo horrores, pulando, sacudindo os bracos, mas parecia um esqueletinho... hihi, achei com 10 semanas bem mais fofinho :P O coracao minha médica só controla no US... queria tanto ouvir. Da próxima vez vou pedir.

    Bjs,

    Elisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elisa! Um susto mesmo, nem me fale :/

      Ah é, eu esqueci de colocar esse adendo. Não digo que fui mal atendida lá só porque era SUS. Na verdade, meu marido faz acompanhamento neurológico (epilepsia) pelos hospitais públicos e não podemos reclamar mesmo. Fora outros muitos casos bons que conheço (até meus). E o meu maior trauma até hoje num hospital, foi em um particular.
      Mas dessa vez foi o contrário, infelizmente. Todos deveriam ser bons, essa que é a verdade, né?

      Já estou bem mais calma, ainda bem! :)

      Obrigado pelo carinho!

      Beijos!

      Excluir
  10. Menina, que susto!!!!!!!!

    Mas está td bem agora, fique tranquila, relaxada, na medida do possível...

    Parabéns pela bolota mais gordinha do mundo!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oiii...
    passei pelo seu blog e estou te seguindo...
    parabêns pelo blog...

    se puder me visitar segue meu blog abaixo..e seguir

    http://escolhidospordeus1505.blogspot.com.br/

    http://nossosonhocastelo.blogspot.com.br/

    bjinhos

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e faça uma família feliz :)