quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Aprendendo com as crianças

Particularmente, acredito que mais do que ensinar às crianças coisas sobre a vida - do fundamental ao subjetivo - podemos aprender muito com elas também. A simplicidade na maneira de olhar o mundo, a capacidade de reparar nos detalhes que nos passam despercebidos e os questionamentos e respostas que, muitas vezes, só tem lógica dentro da cabecinha deles, me encantam demais.

Esta semana li um texto e gostei muito: Dez atitudes que devemos aprender com as crianças, do blog SimplificandoCheguei até ele através de um compartilhamento no facebook. É de um blog/site voltado para a vida sustentável, bem legal, mas a lista não se limita; são atitudes para todos nós. Ande mais de bicicleta, raspe o prato, acredite num futuro melhor, são algumas atitudes sugeridas. E não para por aí. Aqui em baixo transcrevo um item que acredito muito:

"Tenha a mente aberta para o novo
Uma criança é como um papel em branco que vai sendo preenchido com as referências e experiências que ela adquire ao longo da vida. Em certo ponto, porém, nos tornamos céticos e definimos nossas verdades como únicas, bloqueando qualquer tipo de novo ponto de vista ou forma de pensar. Apesar da aparente segurança, essa atitude nos cega, nos para no tempo e impede que a gente evolua. Não deixe isso acontecer com você! Abra sua mente e deixe seu papel em branco se transformar em um quadro rico, cheio de cores e desenhos diferentes!"

Vale a pena ler e ver se tem algo ali que se encaixa na sua vida. Lendo essa lista e pensando no que os pequenos tem a nos ensinar, me lembrei de um outro texto que gosto muito e fez sucesso nas redes sociais: O dia em que parei de mandar minha filha andar logo. Que lindo ver como essa mãe se permitiu olhar a filha - e a vida - de uma maneira diferente, respeitando a essência da menina e aprendendo um novo jeito de lidar com o cotidiano.

E claro que a lista de textos e exemplos são infinitas.
Aliás, muitas vezes nós já sabemos de tudo isso (ou de boa parte, pelo menos), pois também as praticamos quando éramos pequenos. Mas, em algum momento entre as vergonhas adolescentes e a correria da vida adulta, perdemos isso de vista. Nos esquecemos mesmo. Ou, quando nos lembramos, vamos postergando e colocando outras coisas como prioridade, ou seja, de uma maneira ou de outra, deixamos de fazer. E é aí que entram os nossos mini mestres. Conviver com uma criança e permitir verdadeiramente que ela explore e viva todas as suas possibilidades e criatividade - e não podar seus atos e transformá-los em mini adultos (assunto pra outro post) - garante à elas uma construção forte e verdadeira do 'eu' de cada uma, e ainda por cima nos permite relembrar e aprender algumas coisas fundamentais. É só observar e sentir.

E você, tem se permitido aprender com seus filhos ou crianças próximas?


Pintura hiperrealista de Steve Hanks

5 comentários:

  1. A lista eu ainda não havia visto, mas o texto sobre parar de falar para a filha andar logo... Nossa, é maravilhoso, né?

    Engraçado como quando lemos essas coisas dá a maior inspiração, e acaba que no dia-a-dia isso se perde. Gosto muito de manter coisas legais por perto para lembrá-las sempre e tentar manter a essência.

    Depois que coloquei o livrinho "minutos de sabedoria" do lado da minha cama para ler sempre que acordo, melhorou em mil porcento meu humor do dia! São atitudes simples e que fazem tooooooooda a diferença!

    Venho gostando muito dos seus posts, Marina :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Morgana, mesmo lendo e tal, a gente vai esquecendo isso no dia-a-dia. Que bom que você encontrou essa forma de ter um dia mais leve, adorei!! :D

      e obrigado pelas palavras :))

      Beijo!

      Excluir
  2. Olá Marina
    Amei o seu post e também as indicações de leitura, muito legal!!!
    Pequenas atitudes, grandes mudanças...um jeito melhor de viver a vida.
    Bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, querida! Pequenas atitudes que vão nos dando uma qualidade de vida melhor, não é?

      Que bom que você gostou, obrigado por me dizer :D

      Beijinho!

      Excluir

Deixe seu comentário e faça uma família feliz :)