segunda-feira, 16 de setembro de 2013

De repente...

E então você vive o luto e, aos poucos, a nuvem densa que pairava sobre a sua cabeça vai se dissipando.
Setembro chega e, com ele, você começa a viver dias mais felizes. Mais leves. Com mais sorrisos. Presença dos seus amigos. Piquenique. Cafés e sorvetes. Cinema. Namorando muito. Escrevendo alguns rascunhos. Saindo mais de casa. Até comprou umas roupas novas, coisa que não fazia há tempos. Até resolveu ficar por uns tempos sem comer carne, e está se sentindo muito mais leve assim. Feliz. 

Você começa a perceber que alguma coisa mudou em você. Se antes - antes mesmo, desde o ano passado - você preferia ficar em casa, numa imersão total, agora parece que aquele ciclo finalmente está se encerrando. Naturalmente, a vontade de sair, de viver novas coisas, chegou. E é isso que você tem procurado fazer, dia após dia. E mesmo quando fica em casa, está diferente. A energia mudou. Novos planos. Novas atitudes. Mais contato com a natureza. Viagem programada para breve. Pensando em detalhes das festas de fim de ano. Interagindo muito mais com aqueles que lhe fazem bem. Inventando um projeto novo. Muita coisa. Ao mesmo tempo. Apesar de agitada e em constante movimento, sua cabeça está leve.

Você ainda está se acostumando a esse ritmo novo, que chegou meio sem avisar. Percebe que é preciso - que você realmente quer - fazer certas coisas antes da próxima gestação. Já está fazendo, aliás. É tempo de ação, não mais de recolhimento. Você desenha uma nova rotina, com alguma flexibilidade. Finalmente, vislumbra algo que parece um caminho. Ou ao menos um atalho. Sensação de estar adentrando um novo terreno, em que a terra lhe parece muito favorável ao que você quer plantar. 

E então resolveu, junto com seu marido, que as tentativas só começariam em alguns meses...

Aí, numa segunda-feira, você acorda e, entre uma tarefa e outra, sente uma vontade absurda de ter um filho. Dentro de você. Fora de você. Consigo. Já. É  uma vontade tão real que é quase palpável. A pauta do texto que você começou a escrever horas antes fica sem sentido e você mal sabe o que fazer com esse sentimento. E resolve, então, escrever um outro texto.

E de repente, não mais que de repente, você se dá conta. 
Não importa o quanto você tenha mudado e quais são seus planos e ações. A sua essência sempre vai te lembrar os motivos que fazem seu coração bater mais forte e querer ir além. A maternidade é uma caixinha de surpresas, linda e intensa, e um filho nunca segue o que você determina como ideal. E, sim, eles te mostram isso a partir do momento em que se tornam desejados. 

Que bom que você está agora num caminho novo, com a cabeça mais leve e o coração mais tranquilo. Terra nova, e fértil, será mesmo necessária pra tanta novidade que está por vir. Quanto aos planos... ah, você já está acostumada a mudá-los a todo momento mesmo. Não vai ser novidade se fizerem isso dessa vez.


Arquivo pessoal. Foto de Lilian Higa, minha amiga e fotógrafa incrível

14 comentários:

  1. Ahhhhhhh sempre tão lindo e tão emocionante, já fica clichê ficar falando isso dos seus textos, mas é isso que sinto.

    Quando vejo que tem um post novo, palpita o coração, dá um nervosismo, vontade de ler tudo em um só segundo...é assim que me sinto, até terminar de ler.

    Sempre uma ótima reflexão, um novo conhecimento.

    Obrigada de coração por compartilhar isso comigo (com a gente), por abrir o coração assim.

    E quanto ao texto mesmo, a essência nunca muda né? Um filho muda a gente, antes mesmo de já estar no "forninho", já dá vontade de tê-lo logo, de já ter um bebê aqui fora com a gente. Sei bem como é...

    Estou aqui, esperando você como tentante também, pra gente pirar juntas haha

    Beijo amiga, tu é tão linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ni do céu! Quer me matar de amor, menina? haha
      Obrigadíssimo pelas palavras! De coração mesmo! <3

      Eu que tenho que agradecer vocês por estarem sempre aqui comigo, me dando tanta força. Tô adorando esse negócio de ser lida - sempre escrevi mas guardava tudo, rs. Essa troca tá muito boa mesmo.
      E agora, que dei uma pausa, fico pensando em assuntos pra postar, porque dá saudade de vocês, daqui, de tudo, rs.

      Mas vamo que vamo. Daqui a pouco volto pro mundo das tentantes e vai ter muito assunto! hehe

      O próximo bebê já tá se preparando lá no céu - e acho que a energia tá começando a chegar aqui em mim ^^
      Mas falo mais disso em outro texto, haha

      Beijo grande!

      Excluir
    2. To louca pra ler, porque eu já to sentindo uma energia forte aqui, do meu futuro bebê. Acho que ele tá preparado já, porque é algo muito intenso que sinto.

      Ansiosa pelo próximo texto hehe

      Beijooooo

      Excluir
  2. Mari que feliz em te ver assim, nessa nova energia e nesse novo animo!!!!
    Adoro ler seus posts e admiro o modo como se conhece e escreve/dividi isso com a gente...
    Quanto a essência, é nossa, acho que nunca vai mudar...
    Bjus
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mima, obrigado querida!
      :) gosto muito de dividir o que vou descobrindo e sentindo com vocês, e fico muito feliz de saber que vocês também gostam!

      Beijão!!

      Excluir
  3. Nossa, lindo texto.
    Me identifiquei muuuito.
    Tbm estou assim, buscando novos atalhos, mas ao mesmo tempo com o coração ardendo de vontade de ser mãe.
    Bjus***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muita vontade né, Thalita?
      Acho que vai chegar na hora certa, já que estamos buscando novos ares, não é mesmo? Vai fazer bem pra eles também! :)

      Beiji beijo!

      Excluir
  4. Que vibe gostosa essa a do seu texto!
    Você está bem, Marina. Muito bem. Talvez nem seja possível você enxergar a força que está tendo. Te admiro bastante!
    Sucesso em tudo que fizer na vida!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou numa fase muito boa mesmo, Morgana. Parece que a tempestade finalmente foi embora e a luz tá voltando pra minha vida.
      Vocês me ajudam muito também, saiba disso! Obrigado pela presença sempre e pelo carinho.

      Sucesso pra nós! :)

      Beijo beijo!

      Excluir
  5. Lindo! Lembrei de uma música do meu amado Milton, um dos temas do meu casamento: "O mundo lá, sempre a rodar, em cima dele tudo vale. Quem sabe isso quer dizer amor, estrada de fazer o sonho acontecer". Não é? ;)
    Beijo, querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Má, eu amo o Milton! Essa música é simplesmente linda, que demais que foi tema do seu casamento! :)
      É isso mesmo, é a estrada de fazer o sonho acontecer (tô até ouvindo agora, rsrs)

      Beijo grande!

      Excluir
  6. oi marina! vc pra mim é uma mistura de princesa com guerreira rsrs como te admiro e como tenho certeza que o SENHOR tem reservado muitas coisas boas para vc! me assusto e me encanto com essa luz que vc trasmite sua linda!
    lu mae da manu do abraço de macaco rsrsrs

    ResponderExcluir
  7. E eu sei lá o que dizer desse post, Marina? Sei lá!
    Só sei que quero te abraçar e sair rodopiando por aí, até ficar tonta, e cair, e se sujar toda de grama, e dar muita risada.
    (Loucura define, mas quem quer ter razão?)

    ResponderExcluir
  8. Seus textos sempre me passam tanta verdade, claresa, emoção, eu consigo sentir o que vc sente, é impressionante a sua forma de se expressar.
    Hoje em um dia meio trite pra mim, depois de mais um negativo, vir aqui e sentir através das suas palavras que a vida pode e deve ser mais leve, foi muito bom...Obrigada! ;)

    http://elomaterno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e faça uma família feliz :)