terça-feira, 8 de outubro de 2013

'Complete a frase'

Oi, gente! Quanto carinho recebi no post passado, agradeço de coração mesmo! Pra mim é um assunto bem sério - e ainda pretendo escrever sobre isso, no momento mais oportuno - foi muito bom saber que não estou sozinha nesse mundão de meu Deus. Obrigada mesmo!

Então que a Morgana, aquela linda, me indicou pra participar de uma Tag. Nunca participei dessas coisas, e confesso que nem todas me atraem (#sousincera hahaha), mas a Morgana é sempre uma fofa e essa eu gostei mesmo, achei interessante as perguntas e tal. Enfim, vou responder \o/

As regras são:
- Colocar o link do blog que criou a tag: Segredos da Luma
- Colocar o link de quem indicou você: Dois corações cariocas (mais um!)

e tem a regra para indicar 6 blogs e avisar a cada um deles, mas não vou indicar ninguém, porque sou rebelde, hahaha.

Então vamos lá:

1 - O mundo seria mais feliz se essa crença de que o status, o consumo, o dinheiro são mais importantes do que o ser. Podemos ver hoje em diversos lugares: pessoas gastando todo seu tempo, reclamando a maior parte dele, para ter coisas (e as vezes achando que também podem ter pessoas). Quando, na verdade, precisamos de muito pouco material para viver. A felicidade é algo que vem de dentro de nós e se reflete no meio, não o contrário.

2 - Uma amizade verdadeira é realmente importante quando: existe confiança. Confiança para contar aquele segredo de infância. Pra dividir uma dor. Pra compartilhar aquela alegria repentina, as surpresas boas da vida e até o tédio. Confiança para se entregar mesmo, poder viver sem se preocupar em ter que se explicar para alguém.

3 - Paciência e tolerância são para mim: fundamentais. Eu costumava dizer que "a paciência é uma dádiva... que eu não tenho". Mas hoje eu sou muito mais calma do que antes, tanto comigo quanto com os outros - o que não significa que eu não me estresse algumas vezes, dependendo do quanto a pessoa me irritar, rs. Tolerância é essencial, principalmente com as ideias opostas às nossas - é preciso entender que existem tantas visões no mundo quanto pessoas, ou seja, muitas (muuuitas!) serão diferentes da nossa, mas caberá direitinho na vida do outro - e sim, há espaço suficiente para todas elas abaixo do céu.

4 - Algo que me irrita profundamente: gente que projeta no outro a própria verdade e as próprias expectativas. Querer que o outro - o filho, o marido, a amiga, a moça da novela - tome as mesmas atitudes que você supostamente tomaria, e soltar faíscas de raiva e praguejar por todos os lados quando isso não acontece. Sim, isso me irrita profundamente.

5 - Acho que pessoas mais humildes são iguais a todas as outras, com os mesmos direitos e deveres, ninguém é menos ou mais do que o outro - mas essa é minha visão de mundo, sei que na prática as coisas são bem diferentes.

6 - Uma qualidade indispensável nas pessoas: respeito. Cada pessoa é um mundo diferente - e dentro dele cabem todas as qualidades e defeitos que lhe apetecerem. Até os conceitos de qualidade e defeito podem variar de pessoa pra pessoa. Mas a partir do momento em que se tem respeito - a si, ao próximo e ao desconhecido -  as coisas ficam realmente mais fáceis de lidar.

2 comentários:

  1. Ohhh Marina, que doce!! Obrigada pelos elogios! Mas oh, fofa é você, viu?
    Seus textos são sempre ótimos! Sem-pre.

    Eu adorei suas respostas! E sobre o que te irrita profundamente, eu ainda não havia parado para pensar, mas é verdade, é muito péssimo quando se coloca expectativas próprias esperando que outra pessoa cumpra. Mas ó, não é tão fácil não, né? Principalmente com os filhos, as pessoas tendem a pecar muito quanto à isso. Eu fico imaginando aqui... E se eu tiver um pequeno racista ou homofóbico? Claro que a educação dele desde pequeno o ensinará a não ser assim, mas as pessoas tem suas próprias personalidades, né... Imagina que decepção (e só é decepção porque sou EU que estou colocando expectativas para que ele não seja dessa forma).
    Nossa, que exercício difícil esse!
    Preciso meditar muito ainda sobre respeitar a individualidade de qualquer ser que seja.
    Obrigada pela oportunidade de refletir sobre isto! :)
    Super beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Morgana! Que bom que gostou das minhas respostas.
      E sim, é um exercício super super difícil não colocar expectativas em cima das pessoas - ainda mais dos nossos filhos. Aliás, eu tinha escrito um texto sobre isso pra bolota, mas enfim, não deu tempo de publicar.
      Quanto ao seu "medo" dele ser homofóbico ou racista, por exemplo, acredito muito na forma de criação, sim. Porque essas questões não deixam de ser um dificuldade enorme da pessoa em aceitar e lidar com o fato de que existem milhões de formas de se viver no mundo, mesmo que não se encaixe nem de longe na nossa vida. Desde que não machuque, ofenda ou agrida ninguém - física ou psicologicamente - acho que cabe todo mundo nesse mundão, rs. Mas sim, este também é um baita exercício, também estou praticando aos poucos, rs. E ó, com uma mãe toda trabalhada nos questionamentos e respeito a individualidade, eu acho que meio caminho andado Francisco já tem para ser uma pessoa linda, super do bem :D

      Beijo beijo!

      Excluir

Deixe seu comentário e faça uma família feliz :)