terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Coisas boas

Meninas, como vocês são lindas, hein?! Esse meu puxadinho aqui só me enche de amor - e sim, vocês são responsáveis por isso. Obrigada pelo apoio no post de ontem.
Mas aí fiquei achando que, nessa gestação, tenho escrito muito sobre o medo e pouco sobre todo o resto. Na verdade, tenho escrito pouco sobre tudo, no quesito quantidade e frequência dos textos mesmo. Vamos ver se a gente muda isso de lugar.

Vai parecer contraditório, mas essa gestação está bem mais tranquila. Eu tenho (tive, vamos deixar no pasado, rs) os picos de medo, que aconteceram, de forma maior, umas duas vezes, mas no restante do tempo tem sido bem legal.

No começo, não quis contar pra ninguém porque precisava desse tempinho. Aos poucos, a família e alguns poucos amigos foram sabendo e ficaram todos super felizes. Mas assim, eu não saí ligando pras pessoas pra contar, foi tudo de uma forma natural, digamos assim. Tanto que grande parte da minha família de Minas só soube quando cheguei lá, agora pro Natal. E, não me perguntem como estou conseguindo, mas ainda não divulguei no meu perfil do face a notícia do ano. Fui deixando pra postar depois, depois... e até hoje não mencionei nada. Então tem gente que ainda nem sabe, ou só desconfia. Daqui a pouco vou compartilhar, até porque com a pança crescendo não tem jeito, haha. E nem é porque tô com medo ou coisa assim. Tá gostoso mesmo essa coisa mais nossa, mais íntima. Eu adoro as torcidas e os bons desejos que vem de todos os lados, adoro! Mas menos perguntas nesse primeiro trimestre foi fundamental. Eu me permiti sentir medo quando ele veio, assisti pela janela ele indo embora - como ontem ele foi, e assim seguimos com os outros sentimentos também.

Estou aprendendo, ainda mais, a confiar no meu corpo, que já o sei incrível e capaz. Constatar isso a cada coisinha que acontece é ainda melhor. Estou me conectando mais comigo, pra não precisar que aparatos externos me digam que está tudo bem. Como eu disse ontem, não quero correr prum ultra a cada suspiro que eu der. Pontadinhas, sensações, sonhos, pensamentos e, principalmente, a minha intuição, tudo me leva prum caminho de autoconhecimento que é só meu.

De uma certa forma, não existe uma ansiedade gigante de que o mundo saiba a revolução que está acontecendo aqui dentro. Eu estou mais calma e tá muito gostoso assim. Eu faço massagem na barriga, passo óleo, cremes, converso com a barriga. É tão bom! É ainda a mesma sensação de quando eu decidi não contar pra ninguém logo de cara. Um coisa meio doida, como se eu sentisse que o bebê precisasse mais do meu tempo dedicado a ele, olhando pra dentro (e, portanto, pra ele), do que contando pro mundo e olhando pra fora. Uma coisa nossa, no nosso atual ritmo. Vai chegar esse momento, de anunciar pra cidade toda (tá chegando, na verdade!), e vou aproveitar também, ô se vou! rs; curtir cada momento do jeito que eu sinto que tem que ser é delícia.

Uma das melhores partes é a minha disposição. Estou super bem disposta pra andar, fazer coisas e tudo mais. Acho que mais do que quando eu não estava grávida, mas essa parte a gente abafa, haha. Ainda não estou me exercitando regularmente, porque a Cátia disse que íamos avaliar isso na próxima consulta. Mas não vejo a hora de ser liberada oficialmente e voltar pras atividades. Nesse dezembro eu andei pra caramba (teve um dia que quase desmaiei no ônibus, por causa do calor imenso, mas mami estava comigo e me socorreu), lá em Minas fizemos um dia uma caminhada muito boa também, na nossa roça. Ar puro é outra coisa, né minha gente?

Marido tá um lindo, como sempre. Super paciente e carinhoso, além de bem presente sempre. Esse apoio e essa parceria são fundamentais pra mim. Os momentos dele com a barriga são muito fofos.
Já comprei algumas poucas coisinhas, mas essas vou deixar pra contar em outro post, que aí coloco fotos também. Minha mãe deu um macacãozinho lindo, todo pequenininho, uma fofura. Tenho pensado em algumas coisas do quartinho e já já eu começo a colocar a mão na massa.

E é isso, por enquanto. Em breve volto com mais novidades :)

nossa tradicional caminhada 

trilha com estilo :P

9 comentários:

  1. Adorei ler esse post e te sentir tão alto astral, mesmo com todos os medos!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Deus esta cuidando de vc e do seu bb tambem fico babando nos momentos bb na barriga e papai! rsrs um bj!

    ResponderExcluir
  3. Este tempo só nosso é uma delícia mesmo, comigo aconteceu o mesmo, primeiro contamos apenas para nossas mães, depois da primeira ultra contamos para nossos irmãos, e só depois das 13 semanas falamos para todos, foi uma delícia passar este trimestre curtindo a novidade, meus medos, minhas alegrias, e sem ter alguém para me dizer para fazer ou não fazer tal coisa.

    Agora vc vai ver os medos darão lugar a felicidade de cada movimento, de cada descoberta, de cada parabéns que vc´s receberem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Má,

    Muito lindo esse seu jeito de se conectar com você e com esse bebê tão amado. Também sentia que precisava de um tempo só para nós, acho isso fundamental. É um vínculo que vai sendo construído por 9 meses, e por uma vida toda.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Marina, que bom ler um post assim! Sossegadinho, cheio de amor... :)
    Ah, tô mega curiosa pra ver as coisinhas do baby e saber tuas ideias pro quartinho!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Oi Marina, você tem toda a razão em conectar-se mais com seu bebê e menos em divulgar sua gravidez, que os medos só sirvam de combustível para se empoderar e evoluir.
    É uma delícia decorar quarto de bebê, por isso eu resolvi empreender nessa área, pode contar com a gente para o que precisar!
    Beijo e um lindo 2014!

    ResponderExcluir
  7. Sempre linda, sensível e conectada com vc e com baby... adoro!!!

    Os medos...ah, eles fazem parte, né?! Mas o amor é mais forte, isso é o que importa!!

    Beijo grande, Má!

    ResponderExcluir
  8. Má, o meu próximo post é sobre a decisão de não ter divulgado a gravidez. E ó, te entendo e te apóio. Tá uma delícia assim. :)

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e faça uma família feliz :)